9 verdades e 1 mentira sobre as sacolas plásticas

1 - A indústria de sacolas plásticas gera mais de 50 mil empregos diretos.
2 - As sacolas plásticas são o meio mais higiênico no transporte de compras.
3 - As sacolas plásticas são 100% recicláveis.
4 - Sem as sacolinhas plásticas gratuitas, as famílias passam a ter um aumento de gastos mensais com embalagens de 146,1%, equivalente aos custos com arroz e feijão.
5 - As sacolas plásticas apresentam menor geração de C02 em seu processo produtivo em comparação as demais opções.
6 - Em testes ambientais, as sacolas plásticas apresentam resultados sustentáveis superiores às ecobags.
7 - 82% da população não concordam com o pagamento pelo uso das sacolas plásticas.
8 - As sacolas plásticas são econômicas, duráveis, resistentes, práticas, higiênicas e inertes e são reutilizáveis.
9 - As caixas de papelão, dadas por supermercados como uma opção gratuita as sacolas, possuem alto teor de contaminação por coliformes fecais e E.coli (Escherichia coli), podendo prejudicar a saúde.
10 - O problema não está nas sacolas plásticas e sim no desperdício, no descarte incorreto e na falta de uma política adequada de reciclagem de resíduos pós-consumo.

Todas as afirmações acima são verdades, isso mesmo! Você já conhece mentiras demais sobre as sacolas plástica.

Agora vamos as explicações:
1- A indústria das sacolas plásticas gera mais de 50 mil empregos diretos. Outros 30 mil estão empregados nas recicladoras. Em fábricas e empresas que reciclam plástico.
2- Os plásticos são atóxicos é por isso são ideia para o transporte de alimentos.
3- Como qualquer plástico as sacolas também são 100% recicláveis.
4- Sem sacolinhas, o consumidor tem que pagar o custo de embalagens para carregar suas compras e de embalagens para descartar o lixo. Estudo realizado pela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) revelou que, sem sacolas gratuitas, as famílias passam a ter um aumento de gastos mensais com embalagens de 146,1%, o equivalente aos custos com o arroz e o feijão.
5- AS sacolas geram menos emissão de CO2 em seu processo produtivo, além de consumir menor quantidade de matéria-prima frente às outras opções e ser totalmente reciclável.
6- Ambientalmente, as sacolas plásticas são comprovadamente as mais amigáveis. Estudo encomendado pelo governo britânico sobre o impacto ambiental de diversos tipos de sacolas mostrou que a sacolinha de plástico tem melhor desempenho ambiental em 8 das 9 categorias avaliadas.
7- A pesquisa Datafolha mostra também que 82% da população não concordam com o pagamento pelo uso das sacolas plásticas.
8- Assim como todos os tipos de plásticos as sacolas plásticas possuem vantagens para seu uso no dia a dia.
9- Estudo realizado pela Microbiotécnica, empresa especializada em higiene ambiental com 25 anos de experiência, apontou que as caixas de papelão usadas, disponibilizadas pelos supermercados, e as sacolas de pano, trazidas de casa pelo consumidor, possuem alto grau de contaminação por coliformes totais, coliformes fecais e E.coli (Escherichia coli) podendo prejudicar a saúde da população.
10- Precisamos nos conscientizar de que a sacola plástica não se descarta sozinha nos locais inadequados. Precisamos de políticas públicas que pensem na reutilização e no ciclo de vida dos materiais que são tão úteis em nosso dia a dia, como as sacolas plásticas. O banimento das sacolas, ou a sua cobrança, não traz reais benefícios ao consumidor.



Fontes: Microbiotécnica, Governo britânico, FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), Datafolha, Blog Sacolinha Plásticas.