Você já imaginou como seria o mundo sem plásticos?

Atualmente, há campanhas muito fortes acusando o plástico como poluidor da natureza. Mas se esse material não existisse?



Abaixo citamos algumas das consequências do mundo sem as vantagens do plástico:

  • Alimentos sem segurança, mais propícios a contaminação e deterioração;
  • Dificultaria o acesso à água potável para inúmeras pessoas;
  • O desmatamento na Amazônia seria muito maior que os atuais 18%, já que o plástico seria substituído por materiais como a madeira em habitações, produtos, etc;
  • Menos economia de água na agricultura, já que atualmente, são por canos de plástico que muitas plantas são irrigadas;
  • Mais desempregos pois, nos Estados Unidos, por exemplo, a Associação da Indústria do Plástico estima que ele empregue 900 mil pessoas e movimente US$ 341 bilhões por ano;
  • Em consequência do tópico acima e dos outros também, a economia sofreria um baque;
  • Diminuição em 30% da produção agrícola;
  • Eletrônicos menos modernos e com pouco design;
  • Encanamentos, transportes e habitações defasados e mais poluentes.


Enfim, voltaríamos no tempo.

O plástico não chega nos oceanos ou na rua sozinho. O que está ocorrendo é uma falha humana na destinação pós consumo. Não dá mais para fazer sozinho. Somente com um trabalho coletivo vamos conseguir minimizar o problema do lixo. Temos que aprender a trabalhar em colaboração e assimilar que dessa maneira teremos mais vantagens ambientais e econômicas, pois só assim será possível fazer com que o consumidor entenda que o problema não está no resíduo e sim em seu descarte.

Novos tempos exigem novos hábitos. Ao invés de atribuir o dano ambiental para toda uma cadeia econômica que produz soluções acessíveis para todos e gera emprego e renda para milhões de famílias ao redor do mundo, chegou o momento de cada indivíduo assumir a responsabilidade pelo material lançado indevidamente na natureza.

Fontes: Superinteressante (Conselho Americano de Química; Mara Lúcia Siqueira, pesquisadora do Laboratório de Embalagem e Acondicionamento do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT); Monica Pilz, coordenadora do Instituto 5 Elementos; Plastic-Free: How I Kicked the Plastic Habit and How You Can Too, de Beth Terry)/9º Energiplast/Wise.